Atletas de Noronha disputam duas competições de handebol no Recife

Atletas de Noronha disputam duas competições de handebol no Recife

Atletas de Fernando de Noronha vão iniciar disputas em duas competições de handebol no Recife: o Campeonato Pernambucano de Clubes e os Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs). A competição que abre o calendário para os noronhenses é o Campeonato Pernambucano, que já inicia nesta terça-feira (24), às 17h, com um jogo contra o Clube Português, atual campeão brasileiro na modalidade feminina. Essa é a primeira vez que as atletas da ilha competem no torneio.

Para a disputa, exclusivamente para jogadoras juvenis de até 18 anos, foram escaladas 14 atletas. Entre elas, Beatriz Ferraz e Ashley Galindo (ambas com 17 anos), que representaram o país em 2019 no torneio Centro Sul-Americano, com a participação de vários países. O Pernambucano vai acontecer com jogos até o final do ano. Além de Noronha e do Clube Português, as equipes do Sport e do Santa Cruz também disputam o troféu.

Participar da competição de clubes é de muita importância para as jovens competirem em alto nível. Representa ainda o fortalecimento do projeto Noronha Handebol, que existe desde 2017 na ilha e já atendeu mais de cem jovens com idades a partir de 10 anos. “O Campeonato Pernambucano de Clubes, assim como os JEPs, é uma grande vitrine. É importante demais, até porque algumas das atletas pensam em seguir no esporte, em estudar algum curso superior no continente, por meio de bolsa de estudo para elas jogarem em outros locais, representando as instituições que fizerem parte”, disse Isaac Lira, chefe da delegação noronhense.

Os Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs), tradicional no calendário esportivo estudantil estadual, que envolve escolas públicas e privadas, são a segunda competição com a participação de Noronha. Começam nesta quarta-feira (25), na quadra do Liceu de Artes e Ofícios, no bairro da Boa Vista, com times de escolas de todo o estado, até a próxima sexta-feira (27), dividido entre as fases municipais, regionais, de grupos e estadual. Os vencedores da fase estadual na categoria 12 a 14 anos garantem vaga para os Jogos Escolares Brasileiros (JEBs), organizados pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE).

Para a superintendente de Educação e Desportos Comunitários da ilha, Rúbia Uchoa, a esperança é melhorar as posições, tendo o rendimento ainda melhor em relação ao ano anterior nos Jogos Escolares, quando o time feminino de handebol alcançou o inédito terceiro lugar. Ela ressalta, no entanto, que a participação dos atletas nos jogos acrescenta muito na evolução pessoal de cada um deles, pois os esportes propiciam o trabalho em grupo, o poder de decisão, a autonomia, iniciativa, organização, entre outras coisas.

“E quando eles têm a oportunidade de competir em outro local que não seja Noronha, envolve viagem para longe dos pais, obrigando os jovens a assumirem maiores responsabilidades. Então, o amadurecimento é muito grande de cada jovem desse. É notório, quando eles retornam à ilha, o quanto estão mais maduros, com poder de resolução. O esporte vai além da preparação física, abrange toda a formação humana”, acredita a gestora.

Embora seja um evento com diversas modalidades, os jovens da ilha vão disputar só no handebol. Para os JEPs, foram escalados 36 competidores, divididos em três categorias: Mirim (até 14 anos feminino), Infantil (até 17 anos feminino) e Infantil (até 17 anos masculino).

Os jovens do arquipélago estão hospedados na Casa do Estudante de Fernando de Noronha, localizada no centro do Recife, com todo apoio da Administração Distrital e da Superintendência de Educação e Desportos Comunitários.

 

Texto: Ney Anderson

Compartilhe esta postagem


pt Português
X