FLORA

A flora atual do Arquipélago de Fernando de Noronha difere consideravelmente daquela originalmente encontrada pelos primeiros navegadores que ali chegaram, no começo do século XVI. A vegetação atual apresenta predominantemente espécies arbustivas e herbáceas, na sua maioria invasoras que foram trazidas do continente. As poucas espécies arbóreas, por sua vez, apresentam característica caducifólia – árvores que perdem as folhas na época seca.

Em geral, encontra-se árvores nas áreas mais elevadas e arbustos nas superfícies mais planas. Na enseada do Sueste, encontra-se uma pequena área de vegetação de mangue, de grande relevância ambiental por ser considerada a única em ilhas oceânicas do Atlântico Sul (CPRM, 2015).

Entre as principais espécies arbóreas nativas constam: a gameleira – Ficus noronhae (endêmica); o mulungu – Erythrina velutina e a burra leiteira – Sapium sceleratu (endêmica).

Uma espécie endêmica é aquela espécie animal ou vegetal que ocorre somente em uma determinada área ou região geográfica. O endemismo é causado por quaisquer barreiras físicas, climáticas e biológicas que delimitem com eficácia a distribuição de uma espécie ou provoquem a sua separação do grupo original (oeco.org.br).

Outras árvores comuns na paisagem insular incluem as frutíferas (cajueiro, cajazeira, entre outras) e ornamentais (flamboyant, ipê branco, entre outras), introduzidas por colonizadores ou moradores para prover alimentação ou paisagismo. Algumas espécies vegetais presentes na Ilha, tais como a urtiga, o aveloz e a burra leiteira, possuem seiva cáustica que pode ser agressiva ao contato com a pele.

Veja mais em:

Solicitação de podas

Supressão vegetal

pt Português
X