Noronha faz campanha de vacinação contra a influenza e sarampo

Noronha faz campanha de vacinação contra a influenza e sarampo

A Superintendência de Saúde de Fernando de Noronha vai iniciar, na próxima segunda-feira (4), a vacinação contra a gripe influenza e o sarampo. As ações estão dentro do cronograma da 24ª Campanha Nacional de Vacinação da Influenza e a 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores de Saúde contra o Sarampo, em Pernambuco.

As campanhas ocorrem até o dia 3 de junho, sendo 30 de abril o dia “D” de mobilização social, tanto para a imunização contra influenza quanto para o sarampo.

A vacina contra a influenza será aplicada em trabalhadores da saúde dos serviços públicos e privados, além de idosos a partir de 60 anos. Já para a proteção contra o Sarampo, será aplicada em Noronha apenas nos trabalhadores de saúde em um primeiro momento, independentemente de já terem tomado o imunizante anteriormente.

A vacinação vai acontecer no Posto de Saúde da Família, das 8h às 12h, e das 13h às 20h30, de segunda à sexta-feira. Para facilitar o atendimento, é necessário que o idoso ou o profissional de saúde apresente o cartão de vacina e um documento com foto.

O imunizante aplicado contra a influenza será o trivalente, orientado pela Anvisa para conter a transmissão pelas cepas existentes. O Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen) confirmou a morte de 123 pessoas por influenza de 2021 até agora e quase 10 mil casos de infecção no estado. Por se tratar de uma infecção viral de alto risco de adoecimento, é importante manter o cuidado dos grupos prioritários, conforme reforça Daniela Costa, gestora da Unidade de Saúde do arquipélago.

“A H1N1 pode levar à morte, assim como a covid. Por isso a vacina é dada todos os anos nas pessoas. É de extrema necessidade que as pessoas desses grupos prioritários procurem o PSF com o objetivo de se protegerem contra essa gripe. A vacina é segura e salva vidas. A nossa ideia é imunizar toda a população em breve, conforme os grupos prioritários forem sendo imunizados”.

Já o sarampo, também classificado como vírus respiratório, transmitido através de gotículas ao tossir ou espirrar, continua sem ocorrências em Pernambuco e em Fernando de Noronha. Mas, embora a Secretaria de Saúde de Pernambuco tenha notificado apenas dois casos suspeitos de sarampo no estado em 2022, que estão ainda sob investigação, e 60 casos suspeitos da doença em 2021, todos descartados após análise epidemiológica e laboratorial, a reintrodução do vírus no país desde 2018 fez com que o governo continuasse adotando a imunização como medida de segurança.

De acordo com levantamento realizado pela Vigilância Epidemiológica da ilha, o último caso suspeito no arquipélago foi em 2019, mas descartado após exame laboratorial. Daniela Costa diz que a campanha de vacinação contra o sarampo vem como um reforço para continuar deixando a ilha livre da doença. “Esse processo acaba sendo benéfico para todos os noronhenses. Imunização contra qualquer vírus nunca é demais”.

Texto: Ney Anderson

Compartilhe esta postagem


pt Português
X