Fernando de Noronha

Acontece em Noronha

14/08/2021 - Baixa adesão à segunda dose preocupa autoridades sanitárias em Fernando de Noronha

Iniciado na última quinta-feira (12), o mutirão da vacinação em Fernando de Noronha vem tendo baixa participação da população. Poucas pessoas estão indo à quadra da escola Arquipélago para receber a segunda dose da vacina AstraZeneca. Nos dois primeiros dias da ação eram esperadas 1.100 pessoas, mas apenas 628 foram vacinadas, pouco mais de 50%. A situação preocupa as autoridades sanitárias, que têm a meta de chegar até a próxima segunda-feira (16), dia em que o mutirão será encerrado, com 90% da população imunizada com a segunda dose.

O dado é preocupante, visto que a imunização contra a Covid-19 só se completa com a segunda dose. A superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, que veio acompanhar de perto o trabalho da equipe de saúde, alerta a população noronhense sobre a necessidade de tomar a segunda dose da vacina para garantir a imunidade e evitar o retorno das medidas restritivas. “Nós estamos com baixa procura para a realização da segunda dose aqui na ilha. É importante que a população que fez a primeira dose venha receber a segunda. A proteção adequada contra a Covid só é garantida com duas doses e se nós mantivermos uma baixa cobertura da segunda dose, podemos ter a introdução de novas variantes na ilha”, explicou Ana Catarina.

Uma das grandes preocupações é com a variante Delta, que já está em transmissão comunitária em alguns estados do país, inclusive em Pernambuco. A baixa adesão da população pode implicar no retorno das medidas restritivas, como explica o superintendente de Saúde da ilha, Fernando Magalhães. “Com a aproximação da variante Delta, a possibilidade de entrada em Fernando de Noronha torna-se muito grande. Se a população não estiver imunizada, a gente infelizmente vai ter que regredir em alguns protocolos pra visar a segurança da maioria. Isso vai desde a diminuição do número de voos, redução do horário de funcionamento das atividades econômicas, limitações de distanciamento, limitação em bares e restaurantes, e tudo o que a gente conseguiu flexibilizar até agora fica em xeque. Se não tiver essa imunização completa e com a entrada da variante Delta, medidas terão que ser tomadas para preservar a população de Fernando de Noronha.”

Moradores que estão vindo receber a segunda dose também estão preocupados com a baixa procura da população pela vacina. “Estou achando pouca gente aqui. A gente precisa dessa segunda dose para se manter seguro, para a ilha se manter segura, os turistas continuarem querendo vir, fazer uma proteção comunitária, diminuir a transmissão do vírus e nos proteger de todas as variantes que estão surgindo aí”, diz a A chef de cozinha Ana Jabur, que recebeu a segunda dose neste sábado (14).

O artista plástico Rock Lima também completou a imunização e aproveitou para pedir a colaboração de todos os noronhenses.“Eu faço um apelo para que todas as pessoas venham se vacinar. É muito importante a gente se proteger, protegendo todas as pessoas da ilha e as pessoas que vêm também”.

O mutirão de vacinação em Fernando de Noronha segue até a próxima segunda-feira (16), com atendimento das 8h às 17h. Após o fim da ação, as pessoas ainda não vacinadas com a segunda dose podem procurar a Unidade de Saúde da Família para completar a imunização, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Texto: Ney Anderson

Outras Notícias

  • Fernando de Noronha 2013© - Todos os Direitos Reservados