Fernando de Noronha

Acontece em Noronha

16/04/2020 - Governo de Pernambuco decreta quarentena em Fernando de Noronha

De 20 a 30 de abril, os moradores da ilha só poderão sair de casa para aquisição de itens essenciais e para atendimento médico. Equipes do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde farão estudo epidemiológico dos infectados com a Covid-19

O Governo de Pernambuco decretou quarentena em Fernando de Noronha, entre os dias 20 e 30 de abril. A medida visa conter a epidemia da Covid-19 na ilha e realizar um estudo epidemiológico da evolução do novo Coronavírus no arquipélago, onde 24 pessoas já foram diagnosticadas com a doença. Todas estão em isolamento domiciliar.

Por 10 dias, os moradores da ilha só poderão sair de casa para a aquisição de itens essenciais e para atendimento médico. A Administração de Fernando de Noronha já começou a preparar o apoio à população com a distribuição de cestas básicas e irá também fornecer uma vale-gás e água mineral no valor de R$ 200, a ser pago a partir da semana que vem.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a medida é necessária pelas características de isolamento da ilha. “Fernando de Noronha requer uma atenção especial por causa da dificuldade de acesso e da limitação de recursos de saúde existentes no local. Estamos enviando uma equipe com seis sanitaristas, com o apoio do Ministério da Saúde para um estudo epidemiológico completo do caso”, concluiu André Longo.

O decreto do governador Paulo Câmara estabelecendo a quarentena no arquipélago acontece onze dias depois do fechamento do aeroporto, proibindo a entrada de moradores na ilha. Apenas servidores públicos federais e estaduais, e outras categorias cujo trabalho seja considerado essencial (com autorização expressa), podem entrar na ilha. No entanto, precisam ficar sete dias isolados antes de iniciarem o trabalho.

Com o novo decreto estabelecendo a quarentena, a circulação na ilha só será permitida para a compra de alimentos, remédios, produtos de higiene, para a obtenção de atendimento ou socorro médico, para a realização de serviços bancários e para embarque e desembarque (das pessoas autorizadas) no aeroporto e ainda para a atividade de pesca na forma disciplinada, com grupos de, no máximo, três pessoas por embarcação. Ficam proibidos também os serviços de transporte de passageiros, incluindo serviços de ônibus e de táxis.

“A medida pode soar exagerada mas é necessária, para ficarmos livre o mais rápido possível do vírus. A gente vai fazer isso pelo bem da comunidade, para salvar as vidas das pessoas. O decreto do governador é uma corroboração das medidas restritivas do que já vêm sendo feitas em Noronha. Essa medida do governador Paulo Câmara é acertada para mais rápido sairmos dessa situação. É altamente eficaz. Só com esse controle total poderemos vencer esse combate”, diz Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha.

Cada morador vai receber uma mensagem SMS no celular, a partir de sábado, com um link direcionando para um formulário, onde o morador irá fazer o pedido para sair do isolamento, informando o motivo da saída da residência, o dia e o horário. A solicitação será avaliada pelo gabinete do administrador. Caso seja permitido, a pessoa receberá uma autorização digital, no próprio celular, para poder se locomover naquele dia e horário solicitado. Caso ela seja abordada pela polícia tem que estar com a autorização, caso contrário, estará descumprindo o decreto do governador. O descumprimento do decreto poderá ocasionar em prisão e pagamento de multa, como previsto no Código Penal. Para reforçar a fiscalização, o efetivo policial da ilha vai receber o apoio de mais trinta policiais.

Vale-gás e água mineral

Cada família terá direito a receber R$ 200 por mês a partir da próxima semana para comprar gás de cozinha e água mineral enquanto durar a pandemia. Os interessados devem se cadastrar no link: https://bit.ly/2RJq6Jm. Depois disso, a pessoa irá receber por SMS no celular um cartão virtual QR Code, que vai dar direito a compra de gás, água, entre outros itens (menos bebidas alcoólicas), nos estabelecimentos cadastrados.
“Estamos empenhados em prestar todo o apoio à população e dar condições para que elas possam ficar em casa com as necessidades básicas garantidas”, afirmou o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha.

Estudo epidemiológico

Sábado desembarca no arquipélago uma equipe multissetorial da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde. Essa equipe fará um estudo epidemiológico completo do coronavírus na ilha e a definição dos próximos passos e ações preventivas que serão adotadas. “A princípio existe um consenso que o que está sendo feito na ilha é o correto e vamos continuar. Noronha é o único lugar do Brasil onde está sendo feita a testagem em massa. Isso nos deixa mais seguros com ações de prevenção ao combate da Covid-19”, comemora Guilherme Rocha.

Texto: Ney Anderson

Outras Notícias

  • Fernando de Noronha 2013© - Todos os Direitos Reservados