Fernando de Noronha

Noronha na Mídia

21/02/2018 - Leia Já - Noronha: reunião vai debater redução de turistas na Ilha

Uma reunião programada para esta quinta-feira (22), em Fernando de Noronha, vai discutir
uma possível redução no número de turistas que visitam a Ilha. O pedido de moção para a
diminuição do número de voos com destino ao arquipélago foi solicitado pelo Instituto Chico
Mendes da Biodiversidade (ICMBio), no fim de 2017. Apenas no ano passado, Noronha recebeu
cerca de 95.000 visitantes, aponta o ICMBio.
“O novo Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) de Fernando de Noronha,
aprovado em junho de 2017, restringiu o número de visitantes à ilha a 246 por dia e limitando
o número de voos que ocorrem por dia na ilha. Essa normativa foi construída respeitando a
média já definida pela Administração da Ilha. O pedido do ICMBio é que se cumpram as
normas, tanto do ICMBio quanto da ATDEFN”, explicou o Instituto através de nota.
O Instituto Chico Mendes da Biodiversidade critica, ainda, os possíveis impactos que o
aumento do número de turistas podem causar no local. “A ilha possui uma infraestrutrura
deficitária em coleta e tratamento de esgoto, coleta de lixo, fornecimento de água, logística do
porto, entre outros itens também importantes. Dessa forma, aumentando o número de
visitantes - que em quatro anos aumentou de 60.000 para 95.000 visitantes- os impactos em
cadeia aumentam junto”, revela. “O Abastecimento da ilha é feito entre 7 a 10 dias. Quanto
mais pessoas consumindo, menor é a disponibilidade de água para os moradores”, completa o
Instituto.
De acordo com a presidente do Conselho de Turismo de Fernando de Noronha (Contur),
Adriana Flor, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a Companhia
Energética de Pernambuco (Celpe), a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o setor de
Controle Migratório da Administração da Ilha, a Usina de compostagem de resíduos sólidos e a
Associação de Pousadeiros de Fernando de Noronha, que são as organizações mencionadas
pela pesquisa do ICMBio, vão participar do fórum.“Nós sabemos que o problema existe, mas a
solução não está exclusivamente na redução dos voos. Além do mais, não podemos tomar
uma decisão sem ouvir os outros órgãos citados pelo ICMBio. Por isso, a reunião de amanhã
será importante para a gente colher mais dados e ouvir essas instituições”, explica Flor. O
encontro está marcado para as 9h desta quinta-feira (21) no Centro de visitante Atalaia de
Turismo, na Vila do Boldró, em Fernando de Noronha.

Outras Notícias

  • Fernando de Noronha 2013© - Todos os Direitos Reservados