Fernando de Noronha

Acontece em Noronha

13/06/2018 - População de Fernando de Noronha é beneficiada por ações de saúde do Programa Sanar

Desde a última segunda-feira (11), a população de Fernando de Noronha estará sendo beneficiada pelas ações da V Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose. As ações que se estendem até a próxima sexta-feira (15) estão sendo desenvolvidas por uma equipe de sanitaristas do Programa Sanar, da Secretaria Estadual de Saúde, em parceria a Superintendência de Saúde, por meio dos técnicos da Unidade de Saúde da Família (USF).

A campanha, de acordo com a sanitarista Flávia Silvestre, é voltada para os alunos, com idades entre cinco e 14 anos, da rede pública de educação e tem o objetivo de detectar doenças transmissíveis negligenciadas, entre elas a hanseníase, o tracoma e geo-helmintíases (verminose). Para isso, os profissionais têm visitado as escolas (Erem Arquipélago e o Centro Integrado Bem Me Quer) para realizar exames e no caso das verminoses, os alunos recebem uma dose única da medicação. Já os casos positivos de tracoma e hanseníase, os alunos e contatos domiciliares, serão encaminhados para exame tratamento.

Contudo, segundo a sanitarista, os exames e o tratamento só estão sendo realizados com autorização dos pais ou responsáveis dos alunos. Na semana passada, foi realizada uma pré-campanha nas escolas. Durante o evento, cada estudante recebeu uma ficha de autoimagem, que foi preenchida pelos pais ou responsáveis e posteriormente devolvida à escola. No documento, os familiares deveriam identificar sinais sugestivos para a doença, tais como sinais, manhas ou lesões na pele.

Entretanto, segunda a sanitarista Flávia Silvestre, como a ilha não tem 100% de cobertura da rede coletora de esgoto, as ações voltadas contra a verminose foram estendidas para toda a população local. Por conta disso, até a próxima sexta-feira, os sanitaristas, com o auxílio dos Agentes Comunitários de Saúde - Saúde- ACSs- estarão percorrendo todos os bairros de Fernando de Noronha para medicar a população, independentemente da idade, contra a verminose.

De acordo com os dados da Compesa, o percentual de cobertura do saneamento básico é de 50% e que nas áreas onde não há cobertura, as pessoas têm um sistema próprio de fossas sépticas.

Na opinião do superintendente de Saúde, Fernando Magalhães, a iniciativa é muito importante porque faz a busca para detecção e tratamento das doenças negligenciadas. Em Fernando de Noronha o monitoramento está sendo voltada para a hanseníase e o tracoma, além de prevenção para a geo-helmitese. Os técnicos do Sanar atuam em conjunto com o pessoal da Atenção Básica. “É uma situação muito positiva para Fernando de Noronha visto que com a detecção dessas doenças negligenciadas o tratamento será iniciado mais rápido, com isso, podemos ter o sucesso de no futuro ter a erradicação dessas doenças”, pontuou.

Texto: Josie Marja

Outras Notícias

  • Fernando de Noronha 2013© - Todos os Direitos Reservados